Ignez Ferraz, arquitetura & design  
Loading
     
PERFIL
CONTATO
NA MÍDIA
ARTIGOS
DICAS
 
Portfólio
DESIGN - MÓVEIS
ARQUITETURA
INTERIORES
MOSTRAS
MÓVEIS
Apoio
arquitetura & construção
design & internet
 
 home » artigos » museus de n y: o avesso do olhar
Museus de N Y: o avesso do olhar
Por Tabitha von Krüger
Em maio de 2015 foi inaugurado o New Whitney em Meatpacking District . Projetado pelo camaleônico Renzo Piano, o escalonado edifício possui implantação perfeita com vista para o rio Hudson.

Mas, que tal conhecer o antigo Whitney e sua bela arquitetura brutalista (porém ainda minimalista) projetada por Marcel Breuer em 1966?




Falando sério, o que eu mais gostei do Whitney foi o teto do lobby - não é uma obra de arte?


Nova York é uma das cidades mais interessantes do mundo, sinônimo de inúmeros programas atraentes - dos clubs de jazz aos musicais da Broadway, de uma visita à Estátua da Liberdade ao passeio na Ellis Island, sem contar os jogos de basquete no Madison Square Garden.
Mas o que eu gosto mesmo são dos museus.
Como continuo enxergando tudo "pelo avesso" desde que vi os manequins de costas para o público na PRADA da nossa Big Apple, aproveito para passar as informações de uma forma mais instigante.


Obs. Grande parte dos museus púlicos em NY não tem preço fixo para o ingresso, mas sim um preço sugerido, facilitando o acesso mesmo àqueles que viajam com um orçamento mais apertado. Democráticos, até museus particulares oferecem dias com entradas mais baratas.


Para quem sonha com as estrelas, não deixe de visitar a Hayden Sphere no Museu de História Natural, com projeção em 360º ,dando um banho em qualquer planetário.


Mas a estrela maior é o Metropolitan Museum of Art, ou Met para os íntimos. O único senão é ser tão extenso que torna-se impossível captá-lo de uma só vez. Não deixem de visitar o American Wing para conhecer a réplica do family room da Hobie House.




Imaginem a emoção de estar dentro de um cômodo projetado por Frank Lloyd Wright. Mesmo sabendo que é tudo fake... ainda vale!


Na parte de indumentária, ao vivo e a cores (e que cores!) o vestido de Yves Saint Laurent do artigo Rietveld, Mondrin e Saint Laurent.




Agora, meu preferido de todos os tempos: o templo egípcio de Dentur reconstruído dentro do próprio museu.


Quem não poderia faltar neste roteiro é o MoMA - Museum of Moderm Art - récem-reformado pelo arquiteto japonês Taniguchi, famoso pelos espaços sublimes que cria em museus como o da House of Horiuji Treasures em Tóquio. (Veja fotos em Tokyo Cult)




Impressionante o casamento entre arquitetura e arte, a ambientação sempre perfeita das obras e o tratamento dos espaços internos do museu. Belíssimo! Como se não bastasse, uma cafeteria nota dez, com vista para o jardim de esculturas.


Mas qual não foi minha surpresa quando além de Giacometti, Warhol, Magritte, lá encontrei também...




Olha, Ignez, nem precisei ir ao Orangerie para ver as Ninféias...


Meu favoritismo recai sempre sobre o Design – como a ótima exposição a cerca do CCTV (Central Chinese Television) de Rem Koolhaas, que está sendo construído em Pequim, para as Olimpíadas 2008. Só fiquei com pena de não poder sentar nas famosas cadeiras expostas. Mas para quem não resiste, aí vai a dica: no Museu Vitra você encontrará várias delas, e, aí sim, poderá experimentá-las. Vale o passeio.




Agora sim, vou poder matar a curiosidade e o desejo e sentar-me nas “preciosidades”! Aliás, a Vitra é uma loja simpaticíssima no Chelsea.


Já que estamos por aqui, que tal uma passada no Chelsea Market para uma apple pie antes de continuar nosso roteiro?




No Chelsea Market, as antigas estruturas da fábrica onde foi criado o biscoito Oreo acrescentam um charme a mais, tornando o ambiente um mix "industrial-aconchegante".


Descendo para Battery Park City alcançamos o Skyscraper Museum. Mínimo - do lado de fora chega a ser difícil encontrar a entrada - mas super interessante. Por dentro, um “estouro”!




No Skyscraper Musuem os curiosos podem checar a lista de todos os edifícios (executados ou em projeto) mais altos do mundo.


Lá estava uma exposição sobre o World Trade Center! O vencedor do concurso, Daniel Libeskind, acabou ficando apenas responsável pelo masterplan - e as arquiteturas distribuídas entre outros escritórios.



Agora, em primeira mão para vocês, a maquete da FREEDOM TOWER!




A maior e primeira torre a ser erguida será o novo prédio mais alto do mundo.


Depois da exposição, só visitando in loco o Ground Zero.





Sem pensamentos tristes sobre o atentado, uma nova atmosfera está por todo lugar. Uma nova estação de metrô, uma nova arquitetura, uma nova vida.


E então pude voltar a olhar a cidade, não como um "negativo", mas de forma "positiva" e real - mirando o FUTURO!





Good Morning New York City!


Tabitha von Krüger é arquiteta e o meu "braço direito". Escreveu também o artigo Libeskind entre Linhas depois de visitar Berlim.



Nota Maria: Não dá para ler este artigo sem lembrar do Caetano: "Porque és o avesso, do avesso, do avesso, do avesso..."
 
Leia Também
 
 
Ignez Ferraz Perfil | Contato | Na mídia | Artigos | Dicas | Arquitetura | Interiores | Design-Móveis | Mostras.
  © 2003 Ignez Ferraz. Direitos reservados. Website by Felipe Memória