Ignez Ferraz, arquitetura & design  
Loading
     
PERFIL
CONTATO
NA MÍDIA
ARTIGOS
DICAS
 
Portfólio
DESIGN - MÓVEIS
ARQUITETURA
INTERIORES
MOSTRAS
MÓVEIS
Apoio
arquitetura & construção
design & internet
 
 home » artigos » o bolso na alta costura
O bolso na Alta Costura
Por Beatriz Novaes
O uso do bolso em roupas começou no século XVIII , algumas vezes com uma pequena bolsinha usada por cima de um casaco ou de saias. Eram bordados ou tinham a forma de um remo, largo e com tampa para permitir as mulheres guardarem pequenos objetos como cartas, lenços, sais de cheiro ou agulhas.



Christian Dior (foto) e Chanel começaram a lançar sua Alta Costura com bolsos em 2014, ramificando e intensificando a tendência em 2015.

Depois da Revolução Francesa, os fashionistas da época neoclássica tornaram as formas das roupas mais simples e retas, com caimentos macios. Devido aos tecidos finos e leves, não suportavam o peso de objetos nos bolsos, que saíram de moda.

Os bolsos voltaram ao vestiário em 1820 quando as saias se tornaram mais largas e os tecidos menos delicados. A aplicação e uso dos bolsos nas roupas iam e vinham de acordo com os tecidos da moda e o clima cultural da época.

No Século XX, sobretudo durante as duas guerras mundiais, tecidos mais pesados estimulavam o uso de bolsos, inclusive o patch pocket, uma influência dos uniformes militares, além de serem bastante práticos para a ocasião.

Agora o bolso ‘embutido’ voltou com muita força nas roupas para a night, acrescentando um toque mais moderno e descontraído. Complementam a silhueta, proporcionando à mulher um ar menos pretencioso, mais casual.
Bolsos podem ser úteis e funcionais para guardar pequenos objetos como chaves, batons e smartphones ou simplesmente para dar um look mais up-to-date.

Nos últimos desfiles, as modelos enfiaram as mãos nos bolsos dando um clima mais cool às roupas numa atitude de confiança.
Dior explorou este pequeno toque nas saias de cintura mais alta. No “tapete vermelho” também foi comum observar esta nova tendência entre as artistas.




Assim como os tradicionais Christian Dior e Oscar de La Renta mostraram e aprovaram o uso dos bolsos na Alta Costura, novos designers como Joseph Altuzarra também desfilaram essas apostas.



Prabal Gurung e Lanvin. Os criadores acreditam que bolsos quebram a formalidade e as regras dos vestidos da noite acentuando uma elegância natural de um luxo relax. Isso vale para saias, vestidos, amplas pantalonas.



Erdem Moralioglu da label Erdem de Londres declarou que “existe algo de chique e misterioso em uma mulher com as mãos nos bolsos”.

Porém há os que detestam estes detalhes, pois muitas vezes aumentam o volume dos quadris (principalmente com o uso de objetos o seu interior) e muitos os rejeitam, preferindo uma silhueta mais reta e fina. Normalmente as mulheres são mais receptivas a bolsos nas saias do que nos vestidos de gala O ideal é posicioná-los da forma mais discreta possível.

Muitos designers preferem a colocação dos bolsos em uma modelagem mais volumosa para não interferir muito na silhueta. A escolha de um material mais leve do que o vestido para confeccionar os bolsos também ajuda a mantê-los sem volume e proporcional ao restante da roupa.




"Não parece que ela vai sacar uma arma secreta?", filosofa Prabal Gurung
 
Leia Também
 
 
Ignez Ferraz Perfil | Contato | Na mídia | Artigos | Dicas | Arquitetura | Interiores | Design-Móveis | Mostras.
  © 2003 Ignez Ferraz. Direitos reservados. Website by Felipe Memória