Ignez Ferraz, arquitetura & design  
Loading
     
PERFIL
CONTATO
NA MÍDIA
ARTIGOS
DICAS
 
Portfólio
DESIGN - MÓVEIS
ARQUITETURA
INTERIORES
MOSTRAS
MÓVEIS
Apoio
arquitetura & construção
design & internet
 
 home » artigos » a alegre e colorida guiné-bissau
A alegre e colorida Guiné-Bissau
Por Ignez Ferraz
CUMA DI CORPO
(Como vai você?)





N’STA DIRITO
(Eu estou bem)


Fascinada pela indumentária indígena desde criança, um dos meus grandes prazeres era fantasiar-me de índia no carnaval. Mais tarde descobri outras etnias com as mesmas belezas visuais e pude apreciá-las reunidas no Musée du Quai Branly em Paris. Uma delas é a Nova Guiné na Oceania, mas hoje meu foco volta-se para a Guiné africana.


A República da Guiné-Bissau é um país pobre da costa ocidental de África. Faz fronteira ao norte com o Senegal, a leste e sudeste com a Guiné-Conacry (ex-francesa) e a sul e oeste com o oceano Atlântico. Além do território continental, integra ainda cerca de oitenta ilhas que constituem o Arquipélago dos Bijagós.



BANDEIRA – Uso das cores populares da Pan-African da Etiópia
LEMA: “Unidade, Luta, Progresso”



Foi colônia de Portugal a partir do século XV até proclamar sua independência em 1973, embora só tenha obtido o reconhecimento por parte do colonizador um ano depois. Seu idioma oficial é o português, mas utilizam dialetos como o crioulo. É um país que ainda depende de ajuda externa e onde a maioria dos guineenses vive da agricultura de subsistência.


SABURA
(Sabor)



Cores e cheiros das feiras


Em “Cores e Sabores da África do Sul”, nosso enólogo-arquiteto Jayme Plotkowski entremeia seu texto com belas fotos de acessórios que tirou da população local.
Agora surge Virginia Maria Yunes, fotógrafa-sortuda que já rodou o mundo desnudando naturezas inusitadas. Seu roteiro inclui México, Colômbia, Panamá, Cuba, Bolívia, Peru, Argentina, Itália, Uganda, Burundi, Quênia, Senegal, Cabo Verde...
Uniu-se à M.Isabel Leite e lançaram “CARTAS ENTRE MARIAS”.





Bebel relata, numa troca de cartas imaginárias, a correspondência entre duas amigas, quando uma parte com a família para a Guiné-Bissau. De forma leve e delicada, sua narrativa nos informa sobre a vida neste país. Para não retirar toda a surpresa (eu recomendo com cinco estrelas!) escolhi alguns trechos, relacionados às suas vestimentas gráficas de cores vibrantes.



As pessoas usam túnicas estampadas, ou panos amarrados no corpo, tipo canga de praia, mas com formas diferentes. Tudo supercolorido!



Os penteados são fofos, cheios de trancinhas, miçangas ou coquinhos...



... mas muitas meninas e mulheres usam turbantes. Cada etnia amarra diferente.



Os meninos e os homens têm o hábito de usar um monte de colares...



... e tem mais homens que mulheres que costuram os vestidos.



As pessoas são muito alegres, gostam de festas e dançam bastante. Eles festejam tudo: aniversários, casamentos, nascimentos, a colheita do arroz. Dançam até mesmo para chover!



U MISTI BRINCA?
(Você quer brincar?)
 
Leia Também
 
 
Ignez Ferraz Perfil | Contato | Na mídia | Artigos | Dicas | Arquitetura | Interiores | Design-Móveis | Mostras.
  © 2003 Ignez Ferraz. Direitos reservados. Website by Felipe Memória