Ignez Ferraz, arquitetura & design  
Loading
     
PERFIL
CONTATO
NA MÍDIA
ARTIGOS
DICAS
 
Portfólio
DESIGN - MÓVEIS
ARQUITETURA
INTERIORES
MOSTRAS
MÓVEIS
Apoio
arquitetura & construção
design & internet
 
 home » artigos » anima de susi cantarino
Anima de Susi Cantarino
Por Ignez Ferraz
“Permitido levar uma pequena mala 60x45x12 cm. As chaves têm que vir junto. Na única mala de deportação só é permitido levar um copo, uma colher, nenhuma faca.”





Quando li o texto do Fabio sobre o Museu Judaico ( Fortaleza das Sensações), principalmente sua última afirmação (“Se eu, um não judeu, senti emoções indescritíveis a cada passo dado naquele local, imagina um deles!”), ocorreu-me perguntar para uma artista-amiga judia que muito admiro, sobre as suas sensações. Susi Cantarino acaba de expor suas sensações numa mostra denominada ANIMA no Museu Histórico Nacional, onde homenageia seu avô Vati. Segue seu texto explicativo:


“Nesta mostra, além das imagens artísticas expressadas na linguagem contemporânea onde o diálogo e o confronto abordam a questão da memória, tenho o prazer de apresentar documentos e objetos inéditos do sobrevivente do Campo de Concentração de Theresienstadt, o senhor Ferdinand Levi.


Sinto que meu avô intuía que tudo tem seu lado bom e que de alguma maneira a memória pessoal e coletiva acaba transcendendo através das palavras...
Só há pouco tempo entendi a influência que este grande ser humano exerce sobre a minha obra.”





“Sinto-me honrada e privilegiada por poder dedicar esta exposição a meu avô Vati e a todos os seres humanos que perderam a sua liberdade, suas vidas, seus sonhos... o direito de escolha... ontem, hoje e Sempre.


Apesar da trágica conseqüência do purismo da utopia nazista, desencadeando um racismo sem limites, alguns alemães de hoje carregam uma culpa que não é mais a deles. É por isso que a minha exposição ANIMA não se inspira em sentimentos negativos, nem em rancores, nem pretende conspirar contra uma ideologia... ela vem do plexo, com força, baseada no Amor, na Revolta, na Injustiça, na Impotência, num grito de Liberdade!”





Vocês podem notar que Susi "carrega" delicadeza mesmo tratando de tema tão profundamente arraigado na dor. Imaginem então quando ela se solta dessas amarras do passado? Confiram só o convite para uma outra das suas exposições (não perco nenhuma!):





P.S. E-mail da sofisticada e criativa Susi:


Minha querida Ignez,


Queria MUITO, MUITO lhe agradecer pela bela matéria no seu bonito site!!!!
OBRIGADA mesmo, super bom gosto, elegante, maravilhoso!
Gostaria tanto de te presentear com um belo poster meu, me deu vontades que tenha alguma lembrança minha....!
 
Leia Também
 
 
Ignez Ferraz Perfil | Contato | Na mídia | Artigos | Dicas | Arquitetura | Interiores | Design-Móveis | Mostras.
  © 2003 Ignez Ferraz. Direitos reservados. Website by Felipe Memória